Carmo Moniz

Nasce numa família amante da música e em especial do fado, tendo-lhe sido despertado o gosto pelo canto desde muito cedo.

Aos 15 anos é convidada para cantar fado numa festa de beneficência a partir da qual começam a surgir convites para cantar em outros eventos. Cantou em regime fixo em dois restaurantes com fados: o Damas e o restaurante do Jockey.

Fazendo presentemente parte do elenco do Clube Fado canta ao lado de grandes nomes do fado como Rodrigo Costa Félix, Cuca Roseta e Maria Ana Bobone.

Por ocasião de um convite da Embaixada Portuguesa na Roménia em 2007 pisou pela primeira vez um palco no estrangeiro seguido de espectáculos noutras grandes cidades como Sevilha - acompanhada pelos conceituadíssimos guitarristas João Torre do Vale e Fernando Alvim - Madrid, Rabat (Marrocos), Kusadasi (Turquia) e cidade da Praia em Cabo Verde.

Em 2008 foi convidada pelos grandes nomes da música Cabo Verdeana Tito Paris e Celina Pereira para cantar fados na Casa da Morna em regime fixo.

 Dado o sucesso da mistura das mornas com fados surgiu o projecto Entre Mornas e Fados, no âmbito do qual fez vários espectáculos em grandes salas de Lisboa com nomes da música Cabo Vendeana como Celina Pereira, Bana e Vilma Vieira. Também em 2008 começa a frequentar aulas de canto particulares com a cantora Bárbara Lagido, que mantém até hoje.

Em 2010 ganhou o primeiro prémio Maria Severa do Concurso Há Fado na Mouraria, concurso que teve lugar no Teatro Trindade cujo júri contou com os especialistas de fado José Pracana, José Manuel Osório e Helder Moutinho. Ainda em 2010 fundou com os Fadistas Francisco Salvação Barreto e Matilde Cid o projecto Fado Rezado, que tem como objectivo levar o fado tradicional às celebrações cristãs, como forma de oração.