Joana Amendoeira



“Aquela Rua”



joanaamendoeira.blogspot.pt

 

É considerada uma das mais importantes fadistas da “ Nova Geração ”. Nascida em Santarém a 30 de Setembro de 1982, participa, em 1995, na Grande Noite do Fado, no Porto, onde ganha o primeiro prémio de interpretação feminina.

Em 1998 desloca-se pela primeira vez ao estrangeiro, onde actua no âmbito do evento “Dias de Portugal”, organizado pelo ICEP na cidade de Budapeste (Hungria). Ainda no mesmo ano, grava o seu primeiro álbum, intitulado “Olhos Garotos”, o que a torna uma das mais jovens intérpretes de fado com discos gravados.

Em 2000 edita o segundo álbum, “Aquela Rua”, que recebe as melhores referências da crítica especializada. Enquanto isso, é convidada para as mais prestigiadas colecções discográficas nacionais, como “Novas Vozes, Novos Fados”, “Nova Biografia do Fado”, no disco de homenagem a Moniz Pereira, e participa ainda na banda sonora da série televisiva “Jóia de África”.

Em 2003, lança o seu terceiro álbum, “Joana Amendoeira”, trabalho que teve reconhecimento imediato por toda a comunidade fadista, crítica especializada e pelo público.

Depois de um disco ao vivo, chegava agora o momento de fazer um novo disco de estúdio e com temas originais.

“À Flor da Pele” foi lançado no mercado retratando um envolvimento intenso e cheio de verdade. Surgiu a ideia de criar um ensemble para se juntar à voz de Joana Amendoeira e ao seu quarteto, formando assim um espectáculo, que viria a estrear na Praça de Armas do Castelo de São Jorge, em Lisboa, no âmbito da Festa do Fado, em Junho de 2008.

Em 2010 e com apenas 27 anos de idade, Joana Amendoeira apresenta o seu sétimo disco.

“Sétimo fado” marca a vontade da fadista em dirigir a carreira ao assumir pela primeira vez a produção do disco, mas também a edição discográfica e a produção dos espectáculos, através da empresa por si criada, Nosso Fado.

“Amor Mais Perfeito” 2012 – Tributo a Fontes Rocha, é uma homenagem a este grande guitarrista, falecido no ano de 2011, aos 85 anos.